Contraste |
| |

    PPGE - UEMG

    Publicações do Programa

    Revista Educação em Foco

    A revista Educação em Foco é um periódico científico quadrimestral do Programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), editada com o apoio do Centro de Comunicação da FaE/UEMG, que tem como finalidade socializar resultados e contribuições de pesquisas e de estudos sobre temáticas candentes do campo educacional na atualidade e em outros momentos históricos. Compreende as questões educacionais brasileiras e de outras partes do mundo como questões complexas, multifacetadas, que exigem abordagens e contributos de diversos campos de conhecimento das ciências humanas.

    Acesse aqui o site da revista.


    Trilhas da Memória – Venda Nova

    As Trilhas da Memória de Venda Nova/BH, artefato cultural e pedagógico, foram produzidas no contexto da pesquisa Educar Pela Cidade: Memória e Patrimônio Cultural e Ambientalcoordenada pelas professoras Karla Cunha Pádua e Lana Mara de Castro Siman, do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade do Estado de Minas Gerais (PPGE-UEMG).

    Trata-se de um excelente material didático-pedagógico voltado para utilização na Educação Básica, construído sobre o mapa da regional de Venda Nova, no qual indicamos referências e práticas culturais de memória, no intuito de provocar o diálogo das pessoas com outros tempos e outras paisagens nelas sugeridos.

    Acesse as Trilhas da Memória de Venda Nova/BH


    Blog Navegações nas Fronteiras do Pensamento

    Navegações nas Fronteiras do Pensamento – O Blog “Navegações nas Fronteiras do Pensamento” foi criado pelo professor José de Sousa Miguel Lopes, em parceria com alunos da disciplina “Tópicos Especiais em Educação: Fronteiras do Pensamento”, do Mestrado em Educação, com o objetivo de ampliar os debates filosóficos para além do espaço da sala de aula. O ponto de partida foram as leituras e as discussões de renomados cientistas, artistas e grandes intelectuais da atualidade, que se destacam pela ousadia de pensar a contemporaneidade, em diálogo estreito com a formação humana ética. Com o Blog, pretendeu-se a publicação de textos dos próprios alunos e de outros autores, entrevistas, vídeos, poemas etc., de forma a tornar-se um espaço de reflexão multicultural e discussão sobre o mundo hodierno.

    Projeto em constante movimento, de divulgação científica de caráter interdisciplinar, no campo das Ciências Humanas, o Blog estabelece, ainda, um diálogo fecundo com a Educação, lançando mão de temas desafiadores e instigantes nos campos das Ciências Sociais e das Artes. Atualmente está sob a gerência única do professor Miguel, que o atualiza diariamente. O Blog completará 9 anos de existência em 2020.

    Acesse o Blog Navegações nas Fronteiras do Pensamento


    Dossiê – Tecnologias e a Educação a Distância no Ensino Superior

    O Dossiê Tecnologias e a Educação a Distância no Ensino Superior é fruto de parceria das professoras Juliana Branco (UEMG) e Inajara Neves (UFOP) e do professor Fernando Fidalgo (UFMG). A parceria interinstitucional ocorre devido ao fato desses pesquisadores terem em comum o estudo sobre tecnologias digitais e educação a distância.

    A publicação traz importantes contribuições para a discussão pretendida, abarca professores de diversas instituições de ensino superior do Brasil e de Portugal. Essa diversidade traz à tona artigos, por vezes divergentes, que contribuem para o debate da temática em questão.

    Confira a discussão realizada clicando aqui


    Grupo de Pesquisa – Polis e Mnemosine: Cidade, Memória e Educação

    O presente grupo investiga e produz em rede com o Labepeh (Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino de História), da UFMG; com o Grupo de Pesquisas CRONOS, da Faculdade de Educação de Juiz de Fora e com o PRODOC (Grupo de Estudos e pesquisas sobre a condição e a profissão docente), da UFMG. Seus trabalhos visam estudos teóricos e empíricos, produção científica e acadêmica e divulgação científica a respeito das intersecções entre os processos educativos escolares e não escolares, a partir das perspectivas históricas, da memória e da cultura. O grupo é articulado à linha de pesquisa Culturas, Memórias e Linguagens em Processos Educativos do PPGE FaE UEMG.

    Acesse aqui o Catálogo dos Resumos.

    Coordenação:
    - Prof.ª Dr.ª Lana Mara de Castro Siman
    - Prof.ª Dr.ª Karla Cunha Pádua


    E-book – Aulas Contadas: narrativas da experiência de estudantes

    Os Programas de Pós-graduação em Educação da UEMG e da UFMG publicam o E-book AULAS CONTADAS: narrativas da experiência de estudantes, resultante de trabalhos desenvolvidos na disciplina interinstitucional (UEMG/UFMG) “Narrativas na Pesquisa em Educação”. O livro foi organizado pelas professoras Inês A. de Castro Teixeira (UFMG), Karla Cunha Pádua (UEMG) e Maria Alice de Souza (UEMG) como uma Coletânea de 19 narrativas, que registram percursos singulares – em forma de artigos, relatos pessoais, cartas, raps, memoriais, cordéis. Nascidas de acontecimentos vivenciados na disciplina, as narrativas trazem histórias contadas a partir do território da memória. Narradoras e narradores, ao contarem suas odisseias, lançaram-se ao futuro desvelando experiências marcadas por adversidades, ausências e silêncios… Permeadas de poemas, canções, fotos, ilustrações e muitas lembranças, essas produções foram muito além do cumprimento de uma tarefa acadêmica, mostraram-se como reafirmação de valores individuais e coletivos.

    A publicação dessa Coletânea contou com a valiosa colaboração das estudantes Isabel Alves Corrêa de Abreu, que cedeu o seu precioso tempo e a sua arte na criação da capa e do design do livro e Kênia Cristina Rodrigues, que nos presenteou com a delicadeza do seu bordado para a ilustração da capa e da ex-aluna do mestrado em Educação da UEMG, Maria Alice de Souza, com sua cuidadosa revisão dos textos.

    Acesse o E-book AULAS CONTADAS: narrativas da experiência de estudantes


    A Museologia Social do MUQUIFU

    “A Museologia Social do MUQUIFU” – Produção cultural audiovisual resultado de um projeto investigativo desenvolvido no contexto da disciplina “Tópicos Especiais em Educação”, ocorrida no 2º semestre de 2019, com foco na Memória, Cultura e Territórios Educativos, ligada à linha de pesquisa Culturas, Memórias e Linguagens em Processos Educativos, do Mestrado em Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais. Foi concebida e realizada por um total de 13 (treze) discentes da turma XI, sob a orientação das professoras Lana Mara de Castro Siman e Ana Paula Braz Maletta, em parceria com o Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos – MUQUIFU –, situado no Morro do Papagaio, mais precisamente em um ponto de fronteira social, econômica e racial com um dos bairros da região centro-sul de Belo Horizonte.

    A produção expressa um diálogo entre bases conceituais que fizeram parte do curso mencionado – provenientes dos campos de estudo das pedagogias culturais, da museologia social e de territórios educativos da cidade – e um processo investigativo realizado pelos pelos/as discentes por meio de visitas livres e mediadas ao Museu, de entrevistas realizadas com os idealizadores e responsáveis por esse espaço cultural e com uma ex-moradora e visitante do museu, neta de senhoras que fazem parte da história de constituição do Museu.

    A criação audiovisual toma o MUQUIFU – museu comunitário de território –, como ponto irradiador de novas práticas museológicas e educativas, assim como de produção de novos conhecimentos sobre a história e a constituição dos territórios negros em Belo Horizonte. Cidade, como tantas outras cidades brasileiras, marcada por fortes desigualdades sociais e étnico-raciais cujas evidências, até então invisíveis, começam a ser reveladas e a consagrar lugares de memória da população negra na história de constituição e desenvolvimento urbano do município. O MUQUIFU representa, pois, um símbolo de resistência e luta pela igualdade racial e social na história de Belo Horizonte.

    O trabalho representa uma iniciativa de inovação na formação dos/das discentes do Mestrado em Educação da UEMG, que visou a contribuir para a formação de professores/as da educação básica (e mesmo do ensino superior) que visitam o MUQUIFU com suas turmas de alunos/as, bem como para o público em geral, ao divulgar conhecimentos provenientes da relação entre conhecimentos e pesquisa sobre a memória social e a história da cidade. Nesta produção cultural entrecruzam-se olhares reflexivos e sensíveis sobre o potencial educativo da exposição temática do Museu formada por objetos pessoais e familiares portadores de memórias de seus moradores e ex-moradores do território, por iconografias da Igreja das Santas Pretas – Comunidade da Paróquia Nossa Senhora do Morro –, e por objetos de práticas culturais afro-brasileiras (tais como o Congado, a Folia de Reis), que estão pulsantes e/ou em vias de extinção nessa e em outras vilas do Aglomerado Santa Lúcia (pertencente ao Morro do Papagaio), da cidade Belo Horizonte.

    O vídeo “A Museologia Social do MUQUIFU” foi realizado com o apoio do laboratório de Produção Audiovisual para Pesquisa e Ensino em Educação (PROAVI), do Mestrado em Educação e Formação Humana da UEMG, e encontra-se disponibilizado na plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube, podendo ser acessado neste link.

    A produção videográfica está inscrita no Festival Visões Periféricas 2020, sob o título “O Muquifu”, tendo sido apresentada com a seguinte sinopse: Moradores do Morro do Aglomerado Santa Lúcia (Belo Horizonte/MG) constroem um museu social que narra histórias deste lugar e população, construindo um espaço com autêntica potencialidade educativa para as relações étnico-raciais, formação crítica sobre a história da ocupação urbana local e reflexões identitárias.

    Gênero: Documentário

    Nacionalidade: Brasil

    Ano: 2019

    Direção: Pedro Fernandino Ogando

    Roteiro: Alexsandra Moreira de Castro, Ana Paula Braz Maletta, Débora Barbosa Alves, Esther Aparecida Barbosa Alves, Fernando Dias da Silva Mota Júnior, Isabela Rodrigues Ligeiro, Jonathan Alkmim Costa, Maria de Lourdes Lotério da Cunha de Paula, Mauro Pena de Faria Júnior, Lana Mara de Castro Siman, Lívian Aparecida Corsi Machado, Paola Reis Almeida, Pedro Fernandino Ogando, Rosangela Guerra de Andrade e Thelma Yanagisawa Shimomura.

    Música: Fernando Dias da Silva Mota Júnior

    Montagem e finalização: Pedro Fernandino Ogando

    Entrevistados:

    Pe Mauro Silva – Diretor e Curador do MUQUIFU; graduado em Museologia pela Universidade Pádua, Itália; doutorando em Ciências Sociais pela Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas).

    Cleiton Gos – Artista plástico; pintou cenas iconográficas e murais da Igreja das Santas Pretas (Comunidade da Paróquia Nossa Senhora do Morro), em parceria com Maciel Ávila; é coordenador Educativo do MUQUIFU.

    Alexsandro Trigger – Artista plástico; estudante do curso de Museologia da UFMG; participante Coletivo MUQUIFU; morador do Morro do Papagaio.

    Jezulino Lúcio Mendes Braga – Mestre em História e Doutor em Educação pela UFMG; professor do Curso de Museologia da UFMG.

    Ethiele Gonçalves – Ex-moradora da Vila Estrela, uma das vilas do Morro do Papagaio.

    Produção: Laboratório de Produção Audiovisual para Pesquisa e Ensino em Educação (PROAVI) da Universidade do Estado de Minas Gerais.

    © 2020 UEMG