Contraste |
| |

    Agroecologia

    Créditos: 2
    Docente: Jhansley Ferreira da Mata

    Ementa: Estudo dos problemas da agricultura convencional sob as óticas ecológica, econômica e social; agroecologia: conceitos e princípios; visão das diferentes escolas; enfoque sistêmico; construção de diagramas; desenho de agroecossistemas sustentáveis e a aplicação de conceitos e princípios; valoração ambiental/externalidades; interface agricultura/áreas de proteção; inserção da proposta agroecológica na agricultura familiar - diagnósticos participativos; transição para agroecologia - etapas; diagnóstico de agroecossistemas; avaliação da transição através de indicadores de sustentabilidade.

    Bibliografia: ALTIERI, M. Linking ecologists and traditional farmers in the search for sustainable agriculture. Frontiers in Ecology and the Environment, v. 2, n. 1, p. 35-42, 2004. 
    ALTIERI, M. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. Rio Grande do Sul: UFRGS, 2009. 
    ALTIERI, M. Por qué estudiar la agricultura tradicional? In: GONÇÁLEZ A, J. A.; GONÇALEZ DE MOLINA, M. (Ed.). La tierra: mitos, ritos y realidades, 1992. p. 332-350. ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. Guaíba: Agropecuária; AS-PTA, 2002. 
    ALTIERI, M. Agroecology: the science of natural resource management for poor farmers in marginal environments. Agriculture, Ecosystems and Environment, v. 93, p. 1-24, 2002. 
    AQUINO, A. M., ASSIS, R. L. Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura sustentável. Brasília: Embrapa, 2005. 
    BRUSSAARD, L.; KUYPER, T. W.; DIDDEN, W. A. M.; GOEDE, R. G. M.; BLOEM, J. Biological Soil Quality from Biomass to Biodiversity – Importance and Resilience to Management Stress and Disturbance. In: SCHJONNING, P.; ELMHOLT, S.; CHRISTENSEN, B.T. (eds). Managing Soil Quality: challenges in modern agriculture. CAB International, 2004. 
    CARMO, M. S. (Re) estruturação do sistema agroalimentar no Brasil: a diversificação da demanda e a flexibilização da oferta. São Paulo: IEA, 1996. 
    CHABOUSSOU, F. Plantas doentes pelo uso de agrotóxicos: a teoria da trofobiose. São Paulo: Exppressão Popular, 2006. 
    COLLINS, W. W.; QUALSET, C. O. Biodiversity in Agroecossystems. Flórida: CRC Press, 1998. CHAMBERS, R. Participatory Rural Appraisals (PRA): analysis of reality. World development, v. 22, p. 1253-1268., 1994. 
    DEFOER, T. Learning about methodology development for integrated soil fertility management. Agricultural Systems, v. 73, p. 57-81, 2002. EHLERS, E. A agricultura moderna: Os movimentos rebeldes. In: _____. O que é agricultura sustentável. 2. ed. Guaíba: Livraria e Editora Agropecuária, 1999. p. 19-65. 
    GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: Processos ecológicos em agricultura sustentável. Rio Grande do Sul: UFRGS, 2001. 
    GOTSCH, E. Break-through in agriculture. AS-PTA, 1995. 
    KARLEN, D. L.; DITZLER, C. A.; ABDREWS, S. S. Soil quality: why and how? Geoderma, v. 114, p. 145-156, 2003. KRASILNIKOV, P. V.; TABOR, J. A. Perspectives on utilitarian ethnopedology. Geoderma, v. 111, p. 197-215, 2003. 
    KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1982. 
    OUDWARTER, N.; MARTIN, A. Methods and issues in exploring local knowledges of soils. Geoderma, v. 111, p. 387-401, 2003. 
    PRIMAVESI, A. Agroecologia, Ecosfera, Tecnologia e Agricultura. São Paulo: Nobel, 1997. 
    REIJNTJES, C., HAVERKORT, B., WALTER-BAYER, A. Agricultura para o Futuro. Uma Introdução a Agricultura Sustentável e de baixo uso de insumo. AS-PTA, 1999. 
    SILIPRANDI, E. Desafios para a extensão rural: o "social" na transição agroecológica. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 3, n. 3, p. 38-48, 2002. 
    TILMAN, D.; CASSMAN, K. G.; MATSON, P. A.; NAYLOR, R.; POLASKY, S. Agricultural sustainability and intensive production practice. Nature, v. 418, p. 671-677, 2002. 
    VIVAM, J. L. Agricultura e Florestas: Princípios de Uma Interação Vital Agropecuária. Guaiba: Agropecuária, 1998.

    © 2021 UEMG